OMS confirma 2 mortes em Gana por Marburg, vírus da família do Ebola

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um comunicado nesta segunda-feira (18/7) confirmando que Gana pode enfrentar um novo surto do vírus Marburg após duas mortes serem confirmadas para a doença. Os dois pacientes que faleceram apresentaram os mesmos sintomas: febre, diarreia, náuseas e vômitos.

Ainda segundo o comunicado, o Instituto Pasteur de Dacar, no Senegal, recebeu amostras das duas pessoas que morreram e confirmou a suspeita do Instituto de Pesquisa Médica Noguchi Memorial, em Gana, que havia levantado a suspeita para o vírus Marburg nestes casos. Os pacientes são da região de Ashanti, no sul do país.

No informe, a OMS afirma que uma das vítimas era um homem de 26 anos, que deu entrada no hospital no dia 26 de junho deste ano, e que faleceu no dia seguinte. A outra vítima era um homem de 51 anos que foi para o hospital no dia 28 de junho e acabou morrendo no mesmo dia, apesar do atendimento médico. Os dois pacientes foram atendidos na mesma unidade de saúde.

Ao todo, mais de 90 casos suspeitos, que incluem moradores e profissionais da saúde, foram identificados e estão sendo monitorados. O temor, segundo o comunicado, é de que a situação na região saia do controle. O vírus Marburg consta na lista da OMS como um patógeno de interesse, que pode causar uma pandemia.

O vírus

O vírus Marburg é um patógeno da família do Ebola, e essa é a segunda vez que a zoonose é detectada no oeste africano. Em setembro de 2021 um caso foi detectado na Guinea. O Marburg, de acordo com a OMS, é transmitido por morcegos que se alimentam de frutas. O contágio ocorre através do contato direto com fluidos corporais de pessoas contaminadas, superfícies e materiais.

Além de febre, diarreia, náuseas e vômitos, a doença também pode causar hemorragias no paciente em um período de sete dias. Sangramentos internos e externos, com sangue no nariz, gengivas, vagina, no vômito e nas fezes também podem ser registrados nas vítimas.

Baseado em surtos anteriores, a taxa de mortalidade da doença gira entre 24% a 88%. Ainda não há uma vacina para esta doença nem um tratamento estabelecido.

Últimas

Estado de São Paulo desobriga uso de máscara em lugares abertos

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou a desobrigação do uso de máscara de proteção contra covid-19 em...

“Nesse modelo, cada etapa da cadeia produtiva paga o imposto referente ao valor que adicionou ao produto ou serviço”, explica o advogado e gestor...

Há, pelo menos, três décadas discute-se no Brasil a necessidade de uma reforma tributária. O projeto inclui diversas propostas de mudança do sistema tributário,...

Luiz Henrique Mandetta pode ser candidato a vice-presidente

Luiz Henrique Mandetta Nome difícil de ser emplacado para a Presidência, o deputado e ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM) está virando o vice mais cortejado...

Maria descobre que comemora aniversário na data errada há 22 anos

A cantora e ex-BBB Maria foi ao Twitter contar que descobriu, no dia do seu aniversário, que comemora na data errada há 22 anos....