Pediatra Paula Delai alerta para importância da vacinação contra a Paralisia Infantil

Devido à baixa adesão da população-alvo, houve prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite em alguns Estados, iniciada dia 8 de agosto. Para a médica pediatra, Dra Paula Fernanda Delai, a cobertura vacinal abaixo da meta estipulada pelas autoridades é muito preocupante, tendo em vista a gravidade da doença – também conhecida por paralisia infantil – que destrói partes do sistema nervoso e pode levar á sequelas permanentes. Entre os acometidos, 5 á 10% morrem por paralisia dos músculos respiratórios.

Um dos objetivos da campanha é a conscientização da população sobre a necessidade de manter os esforços para uma cobertura vacinal adequada, que é a única forma de prevenção da Pólio. “Muita gente tem uma falsa sensação de segurança, já que o Brasil recebeu certificado de eliminação da Poliomielite em 1994 e desde então não houveram casos novos, mas corremos risco muito alto do reaparecimento de uma doença imunoprevenível, que causa impactos devastadores. É de suma importância a prevenção com as vacinas, conforme recomendação do Ministério de Saúde. Além de proporcionar segurança, visando proteção coletiva. Está havendo uma vigilância constante, um rigoroso padrão de qualidade e ampliação dos esforços de combate eficaz contra Polio no Brasil”. ressalta a médica Dra. Paula Delai.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) recomenda a vacinação de crianças de 2 meses até 5 anos de idade, conforme esquema de vacinação de rotina e tomar a dose de reforço, vigente em campanha nacional anual. O esquema padrão contra a poliomielite é de três doses da vacina injetável – VIP (aos 2, 4 e 6 meses) e mais duas doses de reforço com a vacina oral bivalente – VOP, que acontece por meio da conhecida gotinha, aos 15 meses e 4 anos de idade.

“A atualização vacinal aumenta a proteção contra as doenças imunopreveníveis, contribui para o controle e eliminação de alguns males. Isso minimiza a ocorrência de surtos e hospitalizações, pode evitar sequelas incapacitantes, tratamentos de reabilitação e óbitos. A estratégia consequente leva á redução de custos á longo prazo em Saúde Pública.” frisa a pediatra Paula Delai.

Últimas

Vitória Lais: Expressividade no Tik Tok e Instagram

Após trancar o curso superior de fisioterapia no início da Pandemia de Covid-19, Vitória Lais, de 21 anos, entrou no mercado de digital influencer...

Teens tend to ditch Facebook over Instagram

His wherein male land form. Own whose they're gathered is let male kind from. A you'll life waters evening fly female won't...

Backstreet Boys anunciam três novos shows no Brasil em janeiro de 2023

Eles estão chegando! Os Backstreet Boys anunciaram as datas dos shows no Brasil, que ganhará quatro apresentações. A turnê, intitulada DNA World Tour, desembarca...

Você sabe seu somatotipo?

Você já ouviu falar em somatotipo? O somatotipo é uma técnica de classificação corporal que dividiu a propôs a divisão em três quesitos: 1.magreza2.musculatura3.adiposidade Esse padrão...

Britney Spears vai a um bar pela primeira vez na vida

Britney Spears revelou que entrou em um bar pela primeira vez na última quinta-feira (28). Ela compartilhou um vídeo nos stories do Instagram sentada...