Namorada de advogado criminalista espancado até a morte é presa

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu, temporariamente, a namorada do advogado criminalista Carlos Eduardo Martins Lima de 31 anos. Cadu, como era conhecido na Grande Porto Alegre, foi encontrado morto no início deste mês em Florianópolis.

Além dela, mais quatro pessoas estão presas pelo crime. Ela, segundo a polícia, não deu detalhes. O corpo do advogado foi encontrado por populares que ligaram para o 190.

O crime

Segundo a polícia, o corpo apresentava perfurações na área da cintura. Conforme os investigadores da Delegacia de Homicídios, os ferimentos não foram feitos com uma faca e, sim, com algum objeto pontiagudo que ainda não foi identificado. Porém, um laudo inicial do Instituto de Criminalística de Santa Catarina, aponta que ele foi espancado até a morte. Há lesões, inclusive, na cabeça.

O carro da vítima, um BMW de cor branca, foi localizado mais tarde no mesmo bairro. Conforme a polícia, a documentação e o celular da vítima não foram encontrados.

Últimas

Em culto, Ed René diz ter medo de ser morto por evangélico bolsonarista

O pastor Ed René Kivitz, líder da Igreja Batista de Água Branca (IBAB), fez duras críticas aos bolsonaristas e aos cristãos que apoiam...

Calor de 40º sem água: a seca extrema que castiga milhões no México

Monterrey, a segunda maior cidade do México, está passando por uma seca sem precedentes na região. A cidade, onde...

Congresso cogita até dobrar taxa sobre rendimento líquido da Petrobras

Mal havia concluído a votação de mais uma medida para conter a alta dos combustíveis – o teto das alíquotas de ICMS, um...

Quem atacar a democracia será combatido “com a força da Constituição”, diz Moraes

Vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes defendeu a Justiça eleitoral brasileira e prometeu que as milícias digitais...

PASTOR ESTUPRA MULHER DURANTE SUPOSTO EXORCISMO

Uma mulher de 24 anos foi estuprada por um pastor durante um suposto exorcismo. O caso foi registrado na Colômbia, em 2019, mas somente...