Haitiana é presa por suspeita de matar enteado em Canoas

Criança de 1 ano e meio foi hospitalizado com ferimentos. Segundo delegado, vizinhos e filha da suspeita, de seis anos, relataram ter presenciado o espancamento. Uma mulher de 32 anos foi presa na tarde desta sexta-feira (6) por suspeita de matar o enteado, de 1 ano e meio, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Ela é haitiana e residia com o menino, a filha de seis anos e o marido, também haitiano, no bairro Guajuviras.
Segundo o delegado Pablo Rocha, a suspeita levou a criança a uma unidade de pronto-atendimento com ferimentos. No local, o menino morreu. A equipe médica desconfiou que ela teria sofrido agressões e acionou a polícia.
Na residência da família, a polícia falou com os vizinhos, que relataram terem visto a mulher batendo na criança, uma vez que parte das agressões teriam ocorrido na rua.
A filha da suspeita também estava presente e foi ouvida, com escuta especializada.
“A criança confirma as agressões, descreve as agressões exatamente onde as fotos mostram os ferimentos”, diz o delegado.
O pai estava trabalhando e não teria presenciado as agressões. Presa em flagrante, a mulher se recusou a falar em depoimento.
A polícia aguarda resultado da perícia, que vai confirmar a causa da morte, e investiga, além do homicídio, o crime de tortura. Há relatos de que a mulher já havia agredido a criança anteriormente.
O delegado informa ainda que vai pedir a conversão da prisão em preventiva ao Judiciário.
Veja vídeos do Jornal do Almoço:

Últimas

Bolsonaro assina filiação ao PL em 30 de novembro

Da CNN O Partido Liberal (PL) anunciou nesta terça-feira (23) que a filiação do presidente Jair Bolsonaro acontecerá no próximo dia 30 de novembro. O...

Fonte eólica ganha confiança do mercado e torna-se aliada fundamental para o fornecimento energético do Brasil

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento...

Rio de Janeiro tem oito regiões com baixo risco de contaminação por Covid-19

O Mapa de Risco divulgado pela Subsecretaria Extraordinária de Covid-19 do Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 4, mostra que o estado tem oito regiões...

Juliette Freire é a sexta em citações no Google

Eleita “Mulher do Ano” pela revista GQ, Juliette Freire não foi quem mais ganhou citações no Google durante o ano que está terminando, malgrado...

A vida dura de Bia Doria

O suposto vídeo da suruba de João Dória é, na verdade, uma ilustração capciosa do quão difícil é a vida da mulher heterossexual de...