Palmeiras é condenado por litigância de má-fé e perde ação por dispensa indevida de jogador

Em 2016, o Palmeiras dispensou, após firmar contrato de um ano, o atleta Paulo Sergio Cardoso Junior, oriundo da Penapolense, ou seja, ligado ao agente Fernando Garcia.

A fundamentação era de que o jogador foi operado de apendicite.

Se a razão seria frágil, e até desumana, tornou-se ainda pior por se tratar de mentirosa.

Em ação judicial, Paulo Sergio comprovou que a cirurgia se deu antes da assinatura do contrato que o Palmeiras, sem explicações verdadeiras, rescindiu sem pagar as multas previstas.

Não deu outra.

O Palmeiras foi condenado, em 2018, a pagar R$ 50 mil de indenização, além de mais R$ 30 mil doutros custos envolvidos nas tratativas.

Ao recorrer, o clube, novamente, tentou enganar a Justiça, juntando testemunha que dispensou na audiência e tentou reconvocar, dias depois, com aparente objetivo de atrasar a ação.

O TJ-SP, na última semana, por conta disso, além de confirmar a condenação palestrina, multou o clube em valores próximos dos R$ 15 mil por litigância de má-fé.

Últimas

Cenas de Klara Castanho como vítima de abuso em ‘Bom Dia, Verônica’ preocupam Netflix

A Netflix está tomando um cuidado extra na pós-produção da segunda temporada de Bom Dia, Verônica. É que, na série, a atriz Klara Castanho interpreta uma menina...

Palmeiras é condenado por litigância de má-fé e perde ação por dispensa indevida de jogador

Em 2016, o Palmeiras dispensou, após firmar contrato de um ano, o atleta Paulo Sergio Cardoso Junior, oriundo da Penapolense, ou seja,...

Conservador, pouco diversificado e com baixa liquidez: um retrato do patrimônio dos candidatos das eleições de 2020

SÃO PAULO – Se os políticos são um retrato da sociedade que representam, é fundamental analisar a maneira como pensam, agem e se organizam....

Ricardo Salles inaugura centro de triagem na Colômbia

Ministro do meio ambiente também autorizou liberação de verba para recuperação de área conhecida como Mirante. Ele também plantou primeira árvore do local O ministro...

Acabou obrigatoriedade do uso de máscaras nos aviões e nos aeroportos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) retirou ontem a obrigatoriedade do uso de máscaras em aeroportos e aeronaves. A agência segue recomendando o uso nesses ambientes. O uso de...