Rússia sofre fortes canções nos esportes

A guerra entre Rússia e Ucrânia está transpassando o limite territorial e chega até os esportes. Depois da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) tirar de seu calendário o GP da Rússia, que cancelou seu contrato que iria até 2025, pede para pilotos e equipes russas que corram com bandeira neutra, para continuarem na  competição. Essa determinação também se estendeu para pilotos e equipes bielorrussas, aliados do governo russo. Já o Reino Unido que sedia uma etapa do automobilismo (F1 em Silvertone em julho), não permitirá que pilotos dos dois países, como Nikita Mazepin, piloto da Haas, e Robert Schwartzman (ex-Fórmula 2 e atual piloto de testes da Ferrari), e Alexander Smolya da MP Motorsport disputem o circuito. Mais: a Fifa também baniu a equipe russa das eliminatórias da Copa.

 

 JOÃO ALBERTO

Últimas

Faturamento da Indústria cresce 5,2% no mês de setembro

O faturamento da indústria cresceu 5,2% em setembro deste ano, registrando o maior crescimento desde outubro de 2015, segundo levantamento da Confederação Nacional da...

Campanha alerta para risco de cirurgias plásticas com profissionais despreparados

O sonho da Rafaela Cavalcanti de fazer uma cirurgia plástica acabou se transformando em pesadelo. O procedimento feito por um profissional que não é...

Monte Bravo projeta expansão e se consolida como referência no mercado de investimentos

A Monte Bravo, principal assessoria de investimentos do Brasil, não para de crescer. Após uma intensa ampliação durante a pandemia, a empresa anuncia um...

Hiperleds: a maior fábrica de luminárias da América Latina

A Hiperleds é uma empresa que já está há dez anos no mercado com mais de oitocentos itens no catálogo. O atendimento está presente...

SP teve desigualdade na fiscalização dos protocolos sanitários contra Covid-19

A comerciante Daiane Kuhl relata que nunca viu ninguém ser multado por não seguir os protocolos sanitários nas ruas do Centro de São Paulo....