OMS sobre aborto: “Todas as mulheres devem ter direito de escolher”

Durante a entrevista coletiva desta quarta-feira (29/6), a Organização Mundial de Saúde (OMS) reafirmou posicionamento em defesa do aborto seguro. A discussão internacional voltou à tona depois de os Estados Unidos derrubaram o direito federal ao procedimento.


“Todas as mulheres devem ter o direito de decidir quando se fala do seu corpo e da sua saúde. Ponto final. Aborto seguro é cuidado de saúde. Ele salva vidas. Restringi-lo só leva mulheres e meninas a procedimentos inseguros, que resultam em complicações a até a morte. A evidência é irrefutável”, afirma o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Ele afirma que as populações com maior impacto com a limitação do acesso ao aborto seguro são as mulheres pobres de comunidades marginalizadas. A cientista-chefe da entidade, Soumya Swaminathan, diz que negar o acesso à interrupção da gravidez em serviços de saúde é como dificultar que uma pessoa receba um remédio que pode salvar sua vida.

“A falta de acesso não reduz o número de abortos. Se a mulher precisar, ela vai procurar como resolver. Vamos começar a ver o aumento da mortalidade e morbidade com essa decisão”, criticou a cientista.

O diretor-geral da OMS diz que a população mundial simplifica demais ao dizer que é apenas um direito de escolha. Além disso, ele afirma que é uma decisão sobre a vida e o futuro da mulher, e que não é uma opinião, é um fato comprovado por pesquisa científicas irrefutáveis.

Ghebreyesus afirmou estar preocupado com o impacto global da decisão norte-americana, e a considera um retrocesso. “Não esperávamos que essa mudança viesse dos EUA. Esperávamos que eles liderassem nesse assunto. Nos últimos 40 anos, a tendência global para mulheres é aumentar o acesso ao aborto seguro. A decisão da última semana foi um passo atrás, e nunca foi tão importante que a sociedade se una para proteger o direito da mulher de passar por um aborto seguro, em qualquer lugar”, conclui.

Últimas

Tony Sirico, astro de ‘The Sopranos’, morre aos 79 anos

Tony Sirico, um dos principais astros da série The Sopranos, em que interpretou Paulie, morreu na manhã da última sexta-feira (8), aos 79 anos de...

A imprevisibilidade dos impactos da Guerra

As guerras são por natureza imprevisíveis e suas consequências inesperadas. No caso específico da invasão Russa contra a Ucrânia até pouquíssimo tempo atrás diversos...

INSS libera consulta ao 13º salário antecipado. Veja calendário

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) libera nesta sexta-feira (15/4) a consulta à primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas. Segundo...

Justiça nega pedido de Leila para excluir reportagem sobre investigação

A Justiça de São Paulo negou pedido da presidente do Palmeiras, Leila Pereira, do seu marido, José Roberto Lamacchia, conselheiro do clube, e de...

Murilo Benício processa rede de supermercados

Murilo Benício: ele está processando uma rede de supermercados. Tudo porque comprou um relógio Apple Watch Series 6  no valor de R$ 3.076,91 com...