Cliente mata Travesti cearense em São Paulo por não querer pagar

O homicídio de Karen Cristina, a travesti cearense morta em São Paulo, foi motivado por uma divergência na cobrança do valor do programa ao suposto cliente, apontado como o principal responsável pelo óbito. A discussão, que vitimou a cearense, começou depois que o homem, que tem 27 anos, se recusou a pagar a mais por um programa, conforme o boltim de ocorrência registrado na Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP).

O caso aconteceu na manhã da última quarta-feira (9), no bairro Vila Nova Cachoeirinha, localizado na zona norte da capital paulista. De acordo com a SSP, a Polícia Militar foi acionada, por volta de 12h40, para atender à uma ocorrência de desentendimento envolvendo três pessoas (Karen, a amiga dela e o gressor), em um hotel na Avenida Parada Pinto. 

Ao chegar no endereço, os policiais já encontraram a vítima caída no chão desacordada, além da amiga de Karen e o homem com escoriações pelo corpo. A Secretaria informou que as agressões físicas começaram após o o homem de 27 anos se recusar a pagar por um valor diferente ao que tinha sido previamente combinado.

A SSP explicou ainda que uma funcionária do hotel disse à PM que as mulheres realizavam o checkout na recepção, no momento em que o indiciado chegou e as acusou de terem furtado o aparelho celular dele. A cearense e a amiga negaram a acusação, e exigiram que o suposto cliente pagasse pelo serviço contratado. 

Instantes depois, os três envolvidos começaram a se agredir. Karen foi empurrada e, de acordo com os outros envolvidos, bateu a cabeça na parede e caiu desmaiada. Segundo a secretaria, outro funcionário do hotel foi chamado para tentar controlar a briga.

A polícia encontrou o celular do agressor em uma das bolsas que as mulheres carregavam. O Samu se dirigiu ao local do crime, e constatou o óbito da cearense.

A amiga de Karen e o homem de 27 anos foram presos em flagrante e levados até a delegacia distrital. A SSP garantiu que exames periciais foram solicitados. No boletim de ocorrência, registrado no 38º DP (no bairro Vila Amalia), consta os crimes de homicídiofurto lesão corporal.

Últimas

“Me senti humilhado”, diz jovem vítima de racismo por grupo de amigas

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga um vídeo em que um grupo de amigas faz ofensas racistas contra o estudante de...

Barroso nega suspensão do modelo de Distanciamento Controlado do RS

Quatro deputados federais e um senador protocolaram o pedido no final de julho Ao "negar seguimento", Luís Roberto Barroso extinguiu o processo de imediato O...

Bruno De Luca e Sthéfany Vidal revelam sexo do primeiro filho

O apresentador Bruno De Luca e a noiva, a influenciadora Sthéfany Vidal, serão pais de uma menina. A informação foi confirmada no último domingo (29/5)...

Restrições nas apostas esportivas

As empresas de apostas esportivas terão de adequar o marketing após o governo federal decretar a regulamentação da atividade no Brasil. O Ministério da Economia obrigará as empresas a apresentarem, em...

Petrobras anuncia gasolina e diesel mais caros a partir deste sábado (18)

A Petrobras anunciou na manhã desta sexta-feira (17/6) que irá fazer reajuste no preço da gasolina e do diesel nas refinarias. A estatal...