Aéreas precisam reduzir custos em 30% para evitar prejuízos em 2020

As empresas aéreas tentam de tudo para diminuir os prejuízos em um período em que a demanda está muito abaixo do normal. Segundo um levantamento da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), que reúne 290 empresas no mundo, os custos unitários precisam ser reduzidos em cerca de 30% para atingir o ponto de equilíbrio financeiro neste ano. A receita global das aéreas deve cair 51% na comparação com 2019, devido a pandemia do coronavírus. Com o orçamento desabando os esforços tem sido redobrados para cortar gastos.

De acordo com a Iata, mesmo se o desembolso com a folha de pagamento fosse reduzido pela metade não seria suficiente para as companhias apresentarem lucro. No terceiro trimestre, as despesas unitárias aumentaram 40% em relação ao mesmo intervalo do ano passado. As que tem suas operações baseadas em países do hemisfério sul sofrem ainda mais. Segundo o especialista em aviação, Roberto Peterca, grande parte dessas nações tem suas moedas mais fracas frente ao dólar, e é o caso do Brasil.

“A receita da aviação é em real, enquanto a maioria das suas despesas, como peças que necessitam ser trocadas periodicamente, tem seu custo em dólar. Então essa diferença entre é, de certa forma, o maior impacto que as empresas sofrem”, avalia. Segundo a entidade o cenário de recuperação do setor aéreo mostra-se demorado. O turismo de negócios não deve voltar ao normal pelo menos nos próximos dois anos especialmente pelas reuniões e tratativas online que tem ocorrido com certo êxito. Vale destacar que o turismo de negócios é o mais rentável e o principal gerador de receitas para aquelas que atuam no ramo. No Brasil, responde por cerca de 60% do faturamento.

*Com informações do repórter Daniel Lian

Últimas

Renova Energia se reposiciona no mercado de geração e centralizará em negócios com as fontes eólica e solar

São Paulo, setembro de 2021 – A Renova Energia é uma das precursoras no Brasil da geração de energia renovável. A empresa foi...

Consórcio liderado pela Conasa Infraestrutura leva PPP de iluminação pública de Belém

O consórcio liderado pela Conasa Infraestrutura venceu nesta sexta-feira, 6, o leilão da parceria público-privada de Belém do Pará, para prestar serviços de iluminação...

Academia em casa? Apple lança o Fitness+

Manter uma rotina de exercícios ficou mais difícil ao permanecer em casa durante o ano. Mas não é bem isso o que a Apple quer para...

Pandemia afeta tratamentos contra câncer; uso da quimioterapia diminuiu 14%

Os procedimentos oncológicos tiveram uma queda considerável durante a pandemia da Covid-19. É o que aponta uma pesquisa da Caixa de Previdência e Assistência...

Teens tend to ditch Facebook over Instagram

His wherein male land form. Own whose they're gathered is let male kind from. A you'll life waters evening fly female won't...