Sean Connery sofreu de demência nos últimos meses de vida, revela viúva

O ator escocês Sean Connery, que morreu no sábado (31) aos 90 anos, sofreu de demência senil nos últimos meses de vida e morreu em casa, tranquilo e na convivência da família. Foi o que revelou a viúva Micheline Roquebrune em entrevista publicada neste domingo (1º) pelo jornal Daily Mail. “Pelo menos, morreu enquanto dormia e foi muito pacífico. Estive com ele durante todo o tempo e simplesmente ele se foi. Era como ele queria ir, sem fazer barulho”, contou a francesa. “Não era vida para ele. Ultimamente, era incapaz de se expressar por si só”, acrescentou.

Roquebrune, que foi a segunda mulher com quem Connery se casou, em 1975, disse que o marido foi “um estupendo modelo de homem” e que ambos tiveram “uma vida maravilhosa”. Junto com as declarações da francesa, o Daily Mail publicou uma das últimas fotos do primeiro ator a interpretar o espião James Bond nos cinemas, tirada em maio deste ano, na comemoração do aniversário de 45 anos de casamento. Connery e Roquebrune se conheceram em 1970, durante um torneio de golfe. Antes de se casarem, o ator manteve união com Diane Cilento e eles tiveram um filho, Jason.

*Com informações da EFE

Últimas

Instagram mum celebrities are being criticised

His wherein male land form. Own whose they're gathered is let male kind from. A you'll life waters evening fly female won't...

Most influencial women of Instagram in 2019

His wherein male land form. Own whose they're gathered is let male kind from. A you'll life waters evening fly female won't...

UFRN terá aulas remotas durante ano letivo de 2021

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovou na manhã desta quinta-feira, 5, o calendário acadêmico referente ao ano de 2021. Por...

Aumento do desemprego e disparada do gasto público atrasam benefícios da reforma previdenciária

O rombo na economia provocado pelo novo coronavírus deve retardar os efeitos da reforma previdenciária no ajuste fiscal do país. O aumento do desemprego,...

95% dos brasileiros acreditam ser possível aliar desenvolvimento e conservação na Amazônia, diz CNI

Uma pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Instituto FSB Pesquisa mostra que 95% dos brasileiros acreditam que é possível aliar desenvolvimento...