Presidente do BNDES diz que o Brasil está nos ‘finalmentes’ da crise provocada pelo Covid-19

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reitera que o Brasil está nos “finalmentes” da crise provocada pelo coronavírus. Gustavo Montezano acrescenta que o país voltou a debater a agenda de projetos de longo prazo. Ele cita, por exemplo, a liberação de recursos para regiões do país, como a Amazônia. Em evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), nesta sexta-feira, 7, Montezano afirmou que não basta liberar crédito. “O empréstimo é algo relevante, importante na formação de uma sociedade, porém, você tem conhecimento, tem tecnologia, tem formação de novos produtos, serviço, promover os debates, ajudar a criar consenso… Então todas essas ferramentas do banco estão sendo cada vez mais desenvolvidas e cada vez mais colocadas a serviço da sociedade ao longo do último ano”, pontuou. O presidente do BNDES ressalta que os investidores exigem respeito a normas ambientais.

Para Gustavo Montezano, é papel do governo brasileiro dar suporte aos setores. “Então nesse momento, onde a pauta ambiental toma um contexto global e ela torna-se especialmente relevante, se não prioritária, para todo o mercado financeiro, o BNDES tem o papel crucial de conectar, colocar dentro da mesma sala, do mesmo pensamento, da mesma visão, do mesmo exercício de futuro, tanto o setor financeiro, doméstico internacional, quanto o estado brasileiro”, afirmou. Sobre a crise, o presidente do BNDES destaca que o banco continua ajudando estados e municípios. Gustavo Montezano aponta, ainda, que apesar da demora, o crédito chegou na hora para o pequeno e médio empresário.

Últimas

Aplub tem falência decretada

Medida tem como objetivo estancar a sangria financeira Com 56 anos de existência, a empresa acumula mais de...

PGR pede informações à Abin e ao GSI sobre supostos relatórios para defesa de Flávio Bolsonaro

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou nesta terça-feira (15) que pediu informações à Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e ao Gabinete de Segurança...

Dados da eficácia global da vacina CoronaVac no Brasil serão apresentados pelo Butantan nesta terça, diz secretário da Saúde de SP

No dia 7 de janeiro, Instituto Butantan anunciou 78% de eficácia em casos leves e 100% para moderados e graves, mas não revelou índice...

A imprevisibilidade dos impactos da Guerra

As guerras são por natureza imprevisíveis e suas consequências inesperadas. No caso específico da invasão Russa contra a Ucrânia até pouquíssimo tempo atrás diversos...

Marília Mendonça deixou quase cem músicas inéditas para serem gravadas

Segundo um levantamento feito pelo G1, a cantora Marília Mendonça, que faleceu no último dia 5 em um acidente de avião, deixou 98 canções...