Pastor Tupirani é condenado a 18 anos de prisão por ódio contra judeus

A Justiça Federal condenou o pastor Tupirani da Hora Lopes, líder da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo, a 18 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de racismo e ódio contra judeus.

A ação foi movida pela Confederação Israelita do Brasil (Conib) e pela Federação Israelita do Rio de Janeiro (Fierj). O religioso foi preso em 24 de fevereiro deste ano pela Operação Rófesh.

Segundo a denúncia apresentada contra Tupirani no Ministério Público, ele teria praticado, induzido e incitado a discriminação contra pessoas judias ou israelitas. Os crimes teriam sido cometidos através de publicações de vídeos e mensagens em canais do YouTube ou perfis e redes sociais.

O pastor teria feito discurso de ódio e violência contra judeus em diversas ocasiões. Ele chegou a declarar que os judeus “mereceram passar por um massacre”.

Em outra ocasião, o religioso afirmou que o “anjo da morte” deveria chegar para os judeus. Ele também fez referências ao holocausto e ao desejo de morte dos membros da comunidade em seus discursos para os fiéis na igreja.

A juíza Valéria Caldi Magalhães, da 8ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, considerou que “o réu se valeu de sua condição de pastor de uma comunidade religiosa para a prática do crime, o que incrementa o potencial de induzir os seguidores a agir de modo similar”.

A defesa pediu a substituição da pena privativa de liberdade, mas foi negada pela Justiça. “É incabível, pois o total de pena final supera os quatro anos, além de serem desfavoráveis as circunstâncias judiciais”, diz a decisão de Valéria, a qual o Metrópoles teve acesso.

De acordo com a Conib (Confederação Israelita do Brasil), trata-se da maior pena aplicada no Brasil por esse tipo de crime.

O início de cumprimento da pena será o fechado, seja pela quantidade de pena aplicada, ou seja porque as circunstâncias judiciais são altamente desfavoráveis ao réu. A recomendação é para que o ingresso seja no sistema de execução pelo regime mais gravoso.

Últimas

Dívida pública bate novo recorde e chega a 90,6% do PIB em setembro

A dívida pública alcançou 90,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em setembro, aumento de 1,8 ponto percentual em comparação ao mês anterior, segundo dados...

Casal suspeito de desvio milionário na Saúde do Rio alugava casa em condomínio de luxo em Campinas

Luis Eduardo Cruz e Simone Amaral da Silva Cruz são alvos de uma investigação que aponta desvios de R$ 6,5 milhões. Eles foram presos...

STF decide que Estados não podem impedir municípios de privatizarem saneamento

Corte julgou caso envolvendo o Paraná Para a ministra Cármen Lúcia, a fixação das regras gerais de...

Namorada de advogado criminalista espancado até a morte é presa

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu, temporariamente, a namorada do advogado criminalista Carlos Eduardo Martins Lima de 31 anos. Cadu, como era...

Senado derruba veto de Bolsonaro e desoneração da folha será prorrogada

Os senadores derrubaram nesta quarta-feira, 4, itens do veto imposto pelo presidente Jair Bolsonaro à desoneração da folha salarial de alguns setores da economia brasileira...