Pastor da IURD diz à Justiça que foi obrigado pela denominação a fazer vasectomia

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), foi novamente acusada de obrigar pastores a fazer uma vasectomia, cirurgia que impede o homem de ter filhos.

O pastor Maurício dos Santos Bonfim entrou com uma ação na Justiça contra a Universal, e cobra uma indenização de R$ 100 mil.

Bonfim afirma ter sido devoto da Universal por cerca de dez anos, tendo sido o pastor responsável por três templos na cidade de São Vicente, no litoral paulista.

No processo, ele alega que a Igreja condiciona eventuais promoções à realização do procedimento. Bonfim também informou que a instituição de Edir Macedo pune quem rejeita.

As punições variam entre rebaixamento de cargo, perda de benefícios e ajuda de custo, assim como pode ser transferido para fora do país.“Passa a ser considerado como mau exemplo”, disse o pastor.

Segundo ele, a exigência é feita por uma questão econômica, uma vez que a Universal “custeia a vida da família pastoral”. “O interessante para a Igreja é que a família pastoral se resuma ao homem, pastor, e a sua esposa, obreira.” O pastor disse que foi submetido a uma cirurgia “clandestina”, sem registro médico.

Os advogados Icaro Couto e Luiza Fernandes, que representam o pastor, disseram à Justiça que a Universal “retirou brutalmente” do pastor “sua chance de ser pai e de construir uma família no sentido amplo”.

A Igreja Universal enviou uma nota sobre o caso ao portal UOL em que diz:

“Mais uma vez, repetimos que esta suposta imposição de vasectomia é facilmente desmentida por um simples fato: existem mais de 3 mil filhos naturais de bispos e pastores da Igreja Universal do Reino de Deus.

O que a Universal incentiva é o planejamento familiar, sempre debatido de forma responsável por cada casal — conforme está previsto em nossa Constituição Federal e na legislação brasileira.

Temos certeza de que este processo _movido por um ex-pastor que foi desligado do corpo eclesiástico da Igreja em razão de um grave descumprimento de regra de conduta_ terá o mesmo destino de outros semelhantes, nos quais diferentes tribunais têm arquivado esse tipo de pedido absurdo.

Neste caso, o processo sequer poderá ser julgado, pois já passou o prazo para que o ex-pastor entrasse com a ação.

Aliás, gostaríamos que a imprensa demonstrasse o mesmo interesse que tem em divulgar processos contra Universal para também trazer a público as derrotas desses aventureiros na Justiça.

Por exemplo, em março deste ano, a 15ª Vara Cível de Brasília negou o pedido idêntico de um ex-pastor. Esperamos que o UOL dê igual destaque a esta decisão favorável à Igreja Universal.”

O processo citado pela Universal está em fase de recurso e será julgado pelos desembargadores do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Últimas

Operação Sossego intensifica fiscalização em bares de Canoas

Na madrugada deste domingo, 22, foi realizada mais uma Operação Sossego em Canoas. Dez estabelecimentos comerciais e uma residência foram fiscalizados (Bar...

CVM multa em R$ 403 mil trader que manipulou preços do mercado financeiro

Rafael Damiati Ferreira Alves  foi multado por ter praticado spoofing, modalidade de fraude caracterizada pela inserção de ordens artificiais de compra e venda no livro...

Sistema de Comunicação de Pernambuco, Espalha Comunicação e Som do Forró firmam parceria de sucesso

O investimento na comunicação tem sido alvo das empresas, produtos, personalidades e artistas que estão avançando. A forma de como se comunicar e potencializar...

Morre o sambista Monarco, aos 88 anos

Neste sábado (11), faleceu o sambista e compositor Monarco, aos 88 anos. O artista estava internado desde novembro no Hospital Cardoso Fontes, em Jacarepaguá,...

Globo fecha patrocínio inédito e fatura primeiro bilhão com Copa do Mundo

A Globo fechou nesta semana o seu quinto patrocinador para as transmissões da Copa do Mundo do Catar, que acontece em novembro. A Samsung...