OMS declara varíola dos macacos emergência internacional de saúde

A decisão foi tomada após reunião do comitê de especialistas que analisa a situação do vírus ao redor do mundo, na última quinta-feira (21/7). Segundo Tedros, no decorrer do encontro, o grupo não conseguiu chegar a um consenso sobre transformar ou não a doença em emergência internacional.

Tedros, no entanto, decidiu alterar o status de alerta do vírus mesmo sem uma decisão do comitê. “Temos um surto que se espalhou rapidamente pelo mundo, por meio de novos modos de transmissão sobre os quais entendemos muito pouco”, disse.

AGORA: OMS declara surto de varíola dos macacos uma emergência internacional de saúde.

“Espalhou-se pelo mundo rapidamente através de novos modos de transmissão”, disse Tedros Adhanom em pronunciamento na manhã deste sábado (23/7).

A OMS declara emergência internacional quando existe um “evento extraordinário” que traz risco à saúde pública de outros estados, por meio da disseminação internacional da doença. O status foi adotado em outros surtos ao longo da história, como a crise do H1N1, em 2009, e do zika vírus, em 2016.

Para tomar a decisão, Tedros considerou cinco elementos: crescimento de casos em países que nunca registraram o vírus; critérios do Regulamento Sanitário Internacional para declarar emergência internacional; falta de consenso no comitê de emergência; princípios científicos; e o risco à saúde humana.

Preocupação

Assim como na reunião de quinta-feira, Tedros ressaltou que boa parte dos casos está sendo registrada em homens que fazem sexo com homens.

O diretor mostrou preocupação sobre os estigmas que podem recair sobre o grupo, mas disse acreditar que essa particularidade pode ser utilizada para implementar intervenções de saúde específicas.


“É essencial que todos os países trabalhem em estreita colaboração com as comunidades de homens que fazem sexo com homens, para projetar e fornecer informações e serviços eficazes e adotar medidas que protejam a saúde, os direitos humanos e a dignidade das comunidades afetadas”, pontuou.

Brasil

A última atualização do Ministério da Saúde aponta que o Brasil tem 607 casos confirmados de varíola dos macacos. O dado foi divulgado na sexta-feira (22/7).

Os casos estão espalhados por 13 estados e no Distrito Federal. São Paulo é a região com maior número de registros: 438 casos.

Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (86 casos), Minas Gerais (33), Distrito Federal (12), Paraná (10), Goiás (8), Bahia (5), Ceará (2), Rio Grande do Sul (3), Pernambuco (3), Rio Grande do Norte (2), Espírito Santo (2), Mato Grosso do Sul (1) e Santa Catarina (1).

De acordo com a OMS, no atual surto, já foram computados 16 mil casos de varíola dos macacos em 75 países.

Últimas

Conselho da Petrobras aprova nomeação de novo presidente Caio Paes de Andrade

Por sete votos a favor e três contra, o Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta segunda-feira (27/6) a nomeação de Caio...

Varíola dos macacos: governo negocia antecipação de vacinas no país

O Ministério da Saúde realiza tratativas para antecipar a chegada de doses da vacina contra a varíola dos macacos ao Brasil. A informação foi confirmada nesta...

Gabi Brandt rebate fã e abre o jogo sobre fim do casamento com Saulo

Gabi Brandt resolveu abrir o jogo sobre o término de seu casamento com Saulo Poncio. Enquanto respondia algumas perguntas no Instagram nessa quinta-feira (10/3),...

Questionado sobre preço do arroz, Bolsonaro lança: ‘Vai comprar lá na Venezuela’

Neste domingo (25), o presidente Jair Bolsonaro fez um passeio de moto pelo Distrito Federal acompanhado dos ministros Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria do...

Rússia faz aceno inédito e envia proposta de acordo de paz à Ucrânia

A Rússia entregou uma proposta de acordo de paz à Ucrânia. O aceno, até então inédito, é a investida mais forte do...