Em dia de IPCA, taxas de títulos do Tesouro Direto têm queda nesta tarde

SÃO PAULO – As taxas oferecidas pelos títulos públicos negociados via Tesouro Direto apresentavam queda na tarde desta sexta-feira (6), em meio a dados de inflação e em mais um dia de apuração dos votos das eleições nos Estados Unidos.

O título prefixado com vencimento em 2026 pagava um prêmio anual de 7,26%, ante 7,35% a.a. na tarde de ontem. O juro pago pelo mesmo papel com juros semestrais e prazo em 2031, por sua vez, cedia de 7,73% para 7,61% ao ano.

Entre os papéis indexados à inflação, o com vencimento em 2026 oferecia uma taxa de 2,86% ao ano, frente ao prêmio de 2,93% pago anteriormente. Já a taxa do Tesouro IPCA+2045 recuava de 4,09% para 4,02% ao ano.

No câmbio, o dólar operava em forte queda de 2,3% ante o real, negociado a R$ 5,41 por volta das 16h20.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta sexta-feira (6):

Fonte: Tesouro Direto

IPCA em outubro

Entre os destaques do dia, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,86% em outubro, na comparação com setembro, levemente acima da projeção de 0,84% dos economistas consultados pela Bloomberg.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a maior variação (de 1,93%), e impacto (de 0,39 p.p.) para o resultado, veio do grupo Alimentação e bebidas, ainda que tenha desacelerado em relação a setembro (2,28%), principalmente em função de altas menos intensas em alguns alimentos para consumo no domicílio, como o arroz e o óleo de soja.

No ano, o índice acumula alta de 2,22% e, em 12 meses, de 3,92%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a variação da cesta de compras de famílias brasileiras com renda de até 2,5 salários mínimos, teve inflação de 0,71% em outubro. A taxa ficou abaixo da registrada em setembro (0,89%).

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o IPC-C1 acumula taxas de inflação de 3,86% no ano e de 4,54% em 12 meses.

Ainda no ambiente doméstico, a segunda onda de Covid-19 enfrentada no exterior tem aumentado a pressão, dentro do governo e no Congresso, pela prorrogação de medidas para amenizar os efeitos da pandemia, especialmente o auxílio emergencial, que, atualmente, tem prazo para acabar em dezembro.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, uma das propostas defendidas é conceder mais duas parcelas de auxílio por meio de medida provisória.

Além disso, governo e Congresso vêm discutindo abertamente a possibilidade de criar um programa de transferência de renda mais amplo do que o Bolsa Família. Mas ainda não foi encontrada uma solução para viabilizá-lo sem estourar o teto de gastos.

Eleições americanas

Na cena externa, as atenções seguiram voltadas para mais um dia de contagem de votos das eleições nos EUA.

Depois de assumir a liderança na Geórgia por uma pequena margem de votos, Joe Biden superou o atual presidente Donald Trump também na Pensilvânia, e agora vence em quatro dos cinco estados que ainda apuram as urnas: Arizona, Geórgia, Nevada e Pensilvânia. Trump, por enquanto, só continua a vencer na Carolina do Norte.

É importante lembrar que não há nos Estados Unidos um órgão centralizado responsável por declarar o resultado da eleição, que é definido pela imprensa a partir da contabilização dos resultados regionais.

Por Dentro dos Resultados
CEOs e CFOs de empresas abertas comentam os resultados do ano. Cadastre-se gratuitamente para participar:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Também nos EUA, o país criou 638 mil vagas de emprego em outubro, acima da mediana das expectativas dos economistas consultados pela Bloomberg, que apontava para a geração de 593 mil postos de trabalho no período.

Já a taxa de desemprego na maior economia do mundo ficou em 6,9%, ante estimativas de que caísse de 7,9% para 7,6%.

Essa foi a sexta queda mensal seguida da taxa, que atingiu seu pico de 14,7% em abril.

Ainda entre os destaques internacionais, os EUA registraram ontem mais de 100 mil novos casos de contaminação pelo coronavírus, pelo segundo dia seguido. É o maior número de casos diários atingidos por um país.

Na Europa, a doença também tem avançado depressa, levando países a adotarem medidas de isolamento, como lockdowns.

Você sabe o que é 3×1? Assista de graça a estratégia de opções que busca triplicar o capital investido em um mês

The post Em dia de IPCA, taxas de títulos do Tesouro Direto têm queda nesta tarde appeared first on InfoMoney.

Últimas

Espanha retira obrigatoriedade de máscaras ao ar livre na próxima semana

Foto: Reprodução/Internet Seguindo a linha da França, Estados Unidos e Bélgica, agora é a vez da Espanha retirar a obrigatoriedade das máscaras ao ar livre,...

Após oito meses, presídios de SP retomam visitas presenciais neste final de semana

Visitas ao sistema penitenciário de São Paulo retornam gradualmente após oito meses de proibição. As entradas presenciais estavam suspensas desde março em razão da...

Elírio Dambros fala sobre cuidados para conservação dos uniformes escolares

Os uniformes escolares são peças de vestuário que oferecem grande praticidade tanto para os estudantes quanto para os pais. O empresário Elírio Dambros, que tem...

Covid-19 pode mudar planos de missão diplomática liderada por Mourão à Amazônia

A Covid-19 pode acabar com os planos do governo de levar embaixadores europeus e sul americanos para visitar a Amazônia nesta semana. A excursão,...

Cenário pós-eleição nos EUA favorece mercados asiáticos

(Bloomberg) — Uma provável presidência de Joe Biden e um governo americano dividido são apontados por observadores do mercado como um resultado eleitoral favorável...