AUXÍLIO BRASIL: governo pretende pagar o valor de R$ 600 em breve

A PEC (proposta de emenda a Constituição) titulada de Kamikaze determina que o valor suba de R$ 400 para R$600 por tempo limitado e, em 2023, o valor voltará aos R$ 400 reais novamente

 

O auxílio Brasil de R$ 600 tem previsão de ser pago entre os meses de agosto e dezembro desse ano. O valor será destinado a 19,8 milhões de famílias.

Segundo a Folha de São Paulo, a medida é uma carta na manga do Presidente Jair Bolsonaro (PL), para conseguir ganhar a disputa na corrida pelo Planalto.

Segundo a Folha de São Paulo, a PEC (proposta de emenda a Constituição) titulada de Kamikaze determina que o valor suba de R$ 400 para R$600 por tempo limitado e, em 2023, o valor voltará aos R$ 400 reais novamente.

A proposta foi aprovada no Senado e está na espera do aval da Câmara. A ação contará com o decreto de estado de emergência no país.

QUEM PODE RECEBER O AUXILIO BRASIL?

O primeiro requisito para receber o auxilio Brasil é estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico).

A inscrição é realizada nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) das prefeituras. Além disso, é necessário que a família esteja cumprindo os seguintes critérios:

  •  Pobreza: Tenha renda entre R$ 105,01 a R$ 105 reais por pessoa (per capita); 
  •  Extrema pobreza: renda de até R$ 105 reais por pessoa (per capita);
  •  Norma de emancipação: requisito prevê o beneficiário que conseguiu um emprego formal, porém continua com direito de receber o benefício, com a condição de que a renda por pessoa da família seja de até R$ 525.

 

Últimas

As perdas da Netflix

O baixo poder de compra dos brasileiros e a inflação alta também chegou às plataformas de streaming.  A Netflix, por exemplo, perdeu cerca de...

Athletico Paranaense tem adversário mais difícil na Libertadores

Assim que surgiu a confirmação dos oito casos de covid no Atheltico Paranaense, uma mensagem chegou de Belo Horizonte, da Cidade do Galo, centro...

Congresso cogita até dobrar taxa sobre rendimento líquido da Petrobras

Mal havia concluído a votação de mais uma medida para conter a alta dos combustíveis – o teto das alíquotas de ICMS, um...