Vocalista do Roupa Nova, Paulinho é internado no Rio com Covid-19

O cantor Paulinho, vocalista e percussionista do grupo Roupa Nova, precisou ser internado no Rio de Janeiro após contrair Covid-19. A informação foi confirmada em um comunicado oficial postado no Instagram da banda. O cantor fez há 60 dias um transplante de medula óssea devido a um linfoma e seguia em recuperação. “Neste período ele também acabou sendo infectado pelo Covid e neste momento encontra-se internado num processo de recuperação”, diz a nota. 

O Roupa Nova segue cumprindo sua agenda de compromissos. “Enquanto ele se fortalece, nós seguimos com vocês, cumprindo a agenda da banda, que foi um pedido feito por ele, até que ele possa retornar junto com a gente”, explicou a banda nas redes sociais. O grupo também agradeceu “todos os pensamentos positivos e orações” e disse que segue na torcida para que o integrante se recupere logo. Procurada pela Jovem Pan, a assessoria do Roupa Nova disse que Paulinho “segue em recuperação” e tem apresentado “melhora diária”. Ainda não há previsão de alta. 

Últimas

Sexto filme da franquia de “Pânico” é confirmado

Após o quinto filme da saga “Pânico”, que estreou recentemente nos cinemas, ter sido um absoluto sucesso de bilheteria, a Paramount – um dos...

Risos e lágrimas: confira detalhes da participação de Sandra Annenberg no Mais Você

Com uma vasta bagagem no mundo do jornalismo e também como apresentadora, a profissional é bastante querida pelo público. Sandra Annenberg foi convidada para tomar...

Médico suspeito de abusar de quatro pacientes em Canoinhas é preso

Um médico de 34 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente de ao menos quatro pacientes em Canoinhas, no Norte catarinense. O...

A gasolina não para de subir no Brasil

O preço da gasolina subiu pela quarta semana seguida e voltou a marcar um novo recorde nos postos de combustíveis do país, segundo dados...

Filhas e netas de Flordelis acusam pastor Anderson de abusos sexuais

Duas netas e uma filha da ex-deputada e cantora gospel Flordelis afirmam terem sido vítimas de abusos sexuais cometidos pelo pastor Anderson do Carmo.