Hayley explica saída de membros do Paramore: ‘Não toleramos homofobia’

A vocalista do Paramore, Hayley Williams, utilizou as suas redes sociais na noite de quarta-feira, 28, para explicar a saída de alguns membros da banda. “Essa é a razão pela qual apenas três pessoas ficaram no Paramore. Surpresa, haters, não é por minha causa”, iniciou a cantora. A banda atualmente é composta por Williams, Taylor York (guitarra) e Zac Farro (bateria). O baixista Jeremy Davis deixou o grupo em 2015 e os irmãos Zac Farro e Josh Farro (guitarra e vocal de apoio) saíram em 2010. Zac voltou a compor o time em 2017, mas seu irmão não retornou. A declaração da vocalista veio após um suposto comentário, que compara homossexuais a pedófilos, ser atribuído ao ex-guitarrista Josh Farro. “Nós deveríamos aceitar que a pedofilia é uma opção sexual’. (…) Não, não deveríamos. Não é uma opção, é uma perversão, assim como homossexualidade”, teria escrito o ex-integrante.

“Paramore não tolera crenças religiosamente/politicamente dogmáticas que deixam nossos amigos, fãs e família LGBTQ + se sentindo abandonados e sem esperança”, explicou Hayley sobre as saídas. “E você sabe, se isso não combina com você, bem, fique à vontade para ir para onde todos os membros anteriores do Paramore foram, que é literalmente qualquer outro lugar, menos Paramore”, disse a vocalista sobre homofóbicos. “Para a família LGBTQ + de Paramore, você está cheio de amor e é amado”, completou a cantora ao citar o cabeleireiro e colorista Brian J O’Connor. Em janeiro deste ano, Hayley lançou o seu primeiro álbum solo, Petals for Armor.

Últimas

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello recebe alta de hospital e aguarda resultado de exame da Covid-19

O ministro da saúde Eduardo Pazuello teve alta do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, no final da tarde desta terça-feira, 3, após quatro...

Morre quinto paciente após transferência do Hospital de Bonsucesso

Um homem de 70 anos foi o quinto paciente que morreu após ser transferido do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), depois o incêndio que atingiu...

Sem nomeações na crise, Polícia Civil sofre com falta de agentes em SP

A reforma da Previdência aprovada em 2019 causou uma corrida para a aposentadoria de agentes mais experientes. A queda de quase 30% na arrecadação...

Cliente mata Travesti cearense em São Paulo por não querer pagar

O homicídio de Karen Cristina, a travesti cearense morta em São Paulo, foi motivado por uma divergência na cobrança do valor do programa ao suposto cliente, apontado como...

Guedes diz não se arrepender de gastos na pandemia, mas defende reformas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em evento da XP nesta sexta-feira, 16, que o governo não se arrepende de ter elevado os...