Atividade industrial avança acima da média em setembro e consolida retomada aos índices pré-crise

A indústria brasileira teve recorde na variação de contratações entre agosto e setembro, e pelo quarto mês seguido apresentou alta nos indicadores de produção, revelou a Sondagem Industrial divulgada na manhã desta segunda-feira, 26, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A arrancada no terceiro trimestre consolida o ritmo de recuperação após as quedas históricas registradas entre abril e junho, no auge da crise causada pelo novo coronavírus. A alta no mês foi impulsionada pelo avanço para 72% da Utilização da Capacidade Instalada (UCI), acima do período pré-pandemia e maior alta para o período desde 2014. Em variação nominal, o índice chegou a 50,4 pontos, 2,7 acima de agosto. Ao furar a linha dos 50 pontos, o indicador aponta que o setor está aquecido, operando acima do nível usual para o mês. Segundo a entidade, a UCI não ultrapassava a barreira desde novembro de 2010.

O índice da evolução de produção chegou a 59,1 pontos em setembro, acompanhada pelo aumento do ritmo de contratações. O índice no número de empregados no setor, que foi o mais atingido pela retração histórica de 9,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre, bateu 55,3 pontos em setembro, 1,5 ponto superior a agosto. O avanço no índice é o maior da série histórica mensal, iniciada em janeiro de 2011. “A atividade industrial de setembro se mostrou um ponto dora da curva para o mês. Podemos observar com clareza o processo de recuperação da economia, a alta da demanda e a necessidade de repor os estoques, que seguem baixos”, afirmou Marcelo Azevedo, gerente de análise econômica da CNI.

A despeito dos índices que pontam a retomada, os estoques seguem em queda e abaixo do desejado pelos empresários, apontou o levantamento. A falta ou alto custo de insumos é principal problema enfrentado pelas empresas no terceiro trimestre, e a elevada carga tributária caiu para a segunda posição. A alta volatilidade e a intensa desvalorização do real em relação ao dólar americano, com efeitos nos preços de insumos, fez com que a taxa de câmbio subisse da quarta para a terceira posição entre os principais problemas da indústria. Apesar dos reveses, o índice de satisfação com a situação financeira aumentou no terceiro trimestre para o melhor índice desde o início da medição. Dos 27 setores pesquisados, 15 apresentaram índices mais favoráveis no terceiro trimestre.

O levantamento da CNI também aponta o aumento da confiança do empresário no setor. A propensão para investir em outubro subiu para 57,2 pontos, o sexto aumento consecutivo do índice, que acumula crescimento de 20,5 pontos na comparação com abril. O acesso ao crédito também reagiu, com alta para 41,5 pontos no fim do último trimestre. Em relação ao quarto trimestre de 2019, contudo, há uma queda de 1,7 ponto, o que indica que a facilidade de acesso ao crédito está melhor que no pior período da pandemia, mas ainda não alcançou nível similar àquele observado antes da crise. A sondagem industrial foi realizada com 1.881 empresas, sendo 734 pequenas, 674 médias e 473 de grandes, de 1º a 14 de outubro.

Últimas

Ex-prefeito Jairo Jorge e a esposa são condenados a devolver à Prefeitura de Canoas dinheiro usado ilegalmente

O ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge, foi condenado, mais uma vez, pela Justiça por crimes cometidos enquanto comandava a cidade. Desta vez,...

Faturamento da Indústria cresce 5,2% no mês de setembro

O faturamento da indústria cresceu 5,2% em setembro deste ano, registrando o maior crescimento desde outubro de 2015, segundo levantamento da Confederação Nacional da...

Mais de 25 milhões de clientes já cadastraram chaves no PIX, diz BC

Mais de 25 milhões de pessoas já se cadastraram no Pix, o novo sistema de pagamentos eletrônicos criado pelo Banco Central (BC). Os testes...

Faturamento da indústria cresce em setembro e alcança melhor índice desde 2015

A atividade industrial brasileira manteve o ritmo de crescimento em setembro e registrou índices melhores aos vistos antes da pandemia do novo coronavírus, revelou...

A Fazenda 12: Jake Oliveira, Lipe, Raissa e Victória Villarim estão na roça

Jakelyne Oliveira, Lipe Ribeiro, Raissa Barbosa e Victória Villarim estão na sétima roça de A Fazenda 12, formada na noite de terça-feira, 28. A...